7 Ps Inimigos Da Produtividade E Como Superá-los

Hoje vou abordar sobre alguns inimigos da produtividade – 7 no total.

7-ps-inimigos-da-produtividade

A proposta deste artigo é listar práticas que podem prejudicar alguém a ser mais produtivo e ter mais tempo livre, bem como maneiras de superá-las.

Vários elementos foram agrupados em outros, pois tinham pontos em comum.

Algumas dessas práticas podem ser muito conhecidas e até mesmo óbvias para a maior parte das pessoas, outras nem tanto assim. O mais importante é termos conhecimento de cada uma delas e saber o que fazer para que não prejudique.

Que tal se aprofundar mais no assunto? É só continuar a leitura do artigo para descobrir:

  • Quais são os 7 Ps inimigos da produtividade;
  • Como cada um dos elementos podem minar sua produtividade;
  • Maneiras de contornar a situação e superar os problemas.

7 Ps Inimigos Da Produtividade E Como Superá-los

Como dito no início, a proposta do artigo é mostrar quais são as 7 práticas que prejudicam a produtividade pessoal.

Quando resolvi agrupar algumas coisas que prejudicam, eu anotei vários pontos em comum entre eles e também que convergiam para palavras iniciadas com a letra p. É por essa causa que o artigo tem esse nome.

Vamos conhecer quais são os 7 Ps inimigos da produtividade?

#1 – Pensamentos Negativos

pensamentos-negativos

Pensamentos geram ações e ações geram resultados. Fato!

Dentre os pensamentos negativos estão o pessimismo, sentimento de inferioridade, rancor, ódio, frustração, raiva e muitos outros, que não contribuem em nada para a nossa produtividade e, consequentemente, para nosso crescimento pessoal.

A forma como pensamos é o princípio de tudo na vida, não apenas pelas ações que tomamos mas também pelo fato de alinharmos com outras pessoas com mentalidade semelhante.

Partindo desse princípio, pensamentos ruins geram resultados ruins.

Como superar?

Basta olhar as coisas de uma forma diferente e agir!

Se alguma coisa fracassou, analise o acontecimento não pela ótica das perdas, mas sim como um aprendizado.

Autoconhecimento sempre é fundamental nesse processo. Tenha um caderno e vá anotando as coisas que você aprende, as novas experiências, os resultados, como você encara uma situação, os cursos que faz, etc. Se for preciso, mude.

#2 – Péssimos Hábitos

pessimos-habitosTalvez um dos piores inimigos da produtividade, pois os hábitos estão em todas as suas etapas.

Alguns hábitos nocivos, que também são conhecidos como vícios, podem prejudicar muito o andamento das atividades, tais como:

  • Sono desregulado;
  • Má alimentação;
  • Sedentarismo;
  • Pretextos ou desculpas.

Como superar?

Antes de tudo, é necessário compreender que um hábito não se muda da noite para o dia, como um passe de mágica. Isso é algo que requer um certo tempo e persistência.

Um mau hábito pode ser substituído por um bom hábito com o passar do tempo.

Se o sono é desregulado, tanto para mais quanto para menos, deve-se dar uma atenção especial, colocando horários de dormir e de acordar. Comece essa prática e veja a diferença que isso fará no decorrer do dia!

Encare o sono não como um período de ócio, mas sim como o momento em que o corpo e a mente repousam para organizar as ideias e recuperar as energias.

Não sou um especialista em nutrição, mas alimentar-se de forma equilibrada é essencial, isso já está comprovado cientificamente. Beber uma quantidade suficiente de água por dia, variar a alimentação ao máximo que puder e dar preferência para produtos saudáveis irá trazer um ganho de energia, trazendo um ganho significativo na produtividade.

Se você é uma pessoa sedentária, ou seja, que praticamente não faz exercícios, mude isso o quanto antes, pois a falta de movimentos no corpo pode trazer sérios danos à saúde e, por conseguinte, à produtividade.

Outro hábito que não é nem um pouco saudável é procurar pretextos na tentativa de justificar a não realização de tarefas. Dizer frases como “não sei fazer”, “não tenho tempo” ou “a culpa é de Fulano” só nos fazem tirar a responsabilidade, dando uma desculpa para algo que não fizemos bem ou que deixamos de fazer.

Deixe os pretextos de lado e assuma o comando da sua vida!

Quer mudar os hábitos? Ótimo! Mas comece mudando somente um hábito de cada vez e de forma gradual, para que a nova prática torne algo constante e que substitua o antigo hábito ruim.

#3 – Prioridades Não Definidas

prioridades

Quando não definimos prioridades, vamos cair em diversas armadilhas, verdadeiros inimigos da produtividade.

Se não temos prioridade, perdemos o foco no que é verdadeiramente essencial. E ainda surgem problemas como desorganização, multitarefa e sobrecarga de atividades.

Como superar?

Sobrecarga de atividades é um resultado nocivo da falta de organização e da falta de foco.

Devemos ter um planejamento que seja simples e eficaz. Assim, saberemos quais atividades são mais importantes e nos dão mais retorno, quais podem ser feitas em outros momentos e quais são aquelas que só nos fazem perder tempo.

Priorizando as atividades mais importantes, vamos dar foco a elas e só terminá-las no prazo estipulado, evitando realizar duas ou mais tarefas ao mesmo tempo.

Nosso cérebro trabalha de forma mais efetiva quando estamos focados em uma única tarefa, portanto, quanto mais atividades realizamos, maior o tempo gasto e piores serão os resultados.

Quando damos prioridade a algo, devemos dizer não para outras coisas. Evidentemente, isso deve ser feito de forma educada e elegante, para evitar atritos com outras pessoas e não magoar ninguém.

Nosso ambiente de trabalho deve ser organizado e com um pequeno número de objetos, para que haja menos distrações. Da mesma forma, se estiver trabalhando online, evitar ao máximo o uso de várias abas abertas para se concentrar ao máximo no que é mais importante.

Organização e produtividade andam de mãos dadas.

Está gostando do artigo?

Insira seu e-mail para receber gratuitamente nossas atualizações!

#4 – Perfeccionismo

perfeccionismo

Há quem pense que ter um sistema perfeito, ter os melhores equipamentos ou fazer as coisas com um plano perfeito é o melhor caminho. Aqui está mais um dos inimigos da produtividade, que é o perfeccionismo.

Quando esperamos que tudo saia de forma perfeita, as coisas não caminham. O mesmo vale para quando fazemos algo e sempre corrigimos na tentativa de fazer tudo sair perfeito, sem cometer nenhum deslize por menor que seja.

Sempre que isso ocorre, sentimos que não produzimos nada. De fato, isso está correto, mas para melhorar é preciso pensar e agir de forma diferente.

Como superar?

Uma coisa deve-se ter em mente: não existe perfeição. Todos nós cometemos erros em vários momentos da vida, porém os erros não devem ser vistos como algo negativo, mas sim como aprendizado.

O perfeccionismo leva à imobilidade. Para superar, basta seguir uma regra muito simples: entrar em ação e dar o primeiro passo!

Muitas pessoas – se não forem todas – que são experts em gravar vídeos, iniciaram suas primeiras gravações de forma bem simples, geralmente a partir de uma câmera fotográfica ou celular.

Diversos blogs que são referência hoje, seja em qual nicho for, começaram com artigos simples e ao longo do tempo ficaram mais elaborados.

Inúmeras pessoas iniciaram seu emprego sem saber muito o que fazer e, com o tempo, foram adquirindo mais habilidades e fazendo as atividades com maestria de forma a minimizar os custos e o tempo.

Exemplos não faltam e o que todos têm em comum é que nenhum nasceu sabendo, tiveram que dar o primeiro passo, foram praticando, persistiram e chegaram à excelência.

Ao invés de tentar fazer algo perfeito, procure executar tarefas que sejam no mínimo qualificadas como boas, respeitando todos os passos até chegar ao nível excelente. Você notará que, com o passar do tempo, terá domínio sobre técnicas e conhecimentos a respeito de determinado assunto.

#5 – Preguiça

preguiça

Um dos piores vícios de qualquer pessoa e que é um dos inimigos da produtividade é a preguiça, que nada mais é a propensão para não trabalhar ou a lentidão para agir.

Também pode ser entendida como apatia, pouca ou nenhuma vontade para realizar algo.

Uma característica de pessoas preguiçosas é esperar pelo resultado com pouco ou nenhum esforço e quando não conseguem o que esperam, dizem que o método ou curso não funciona.

Como superar?

A preguiça pode ter duas origens distintas: hábito ou doença.

No primeiro caso, trata-se de um hábito extremamente negativo. É necessário modificá-lo de forma gradual, começando aos poucos a fazer alguma atividade que goste, para que o movimento ou a criação de novas ideias façam parte de uma rotina produtiva.

O perfeccionismo, citado anteriormente, pode levar a uma situação de inércia, trazendo a preguiça. A pessoa pensa demasiadamente em planos perfeitos, em como tudo deve ser e no final não toma ação nenhuma.

Já a segunda, que seria uma falta de vontade de fazer as coisas, tem origem em outros problemas, como por exemplo a depressão e a ansiedade, cada vez mais comuns nos dias de hoje. Existem tratamentos médicos e terapias alternativas que fazem com que tais problemas sejam minimizados, com excelentes resultados.

Se você sempre fica parado, saiba que isso é péssimo. Nenhum resultado virá se você não tomar alguma atitude.

#6 – Pressa

pressa

Diz o ditado popular que a pressa é inimiga da perfeição. Penso que o mais adequado seria dizer que a pressa é inimiga da produtividade.

Há pessoas que não conseguem ficar muito tempo paradas, pensando que isso é ser mais produtivo. Em um curto espaço de tempo isso pode até ser possível, mas por períodos mais longos não, pois é muito prejudicial.

A exigência de fazer as coisas com pressa pode trazer problemas como dores de cabeça, problemas na coluna e nas articulações, distúrbios gastrointestinais, stress, ansiedade e vários outros.

Isso porque é dada uma demasiada atenção naquilo que se faz em detrimento de outras atividades que também são importantes.

Também aqui podemos incluir o imediatismo, que é um sentimento marcante na vida moderna. Com o aumento da velocidade nas comunicações, não são poucas as pessoas que pensam que para tudo na vida deve ter uma resposta rápida, muitas vezes até mesmo instantânea, o que prejudica muito a produtividade.

Como superar?

O dia de todas as pessoas tem 24 horas e isso não muda. Não há como acrescentar mais horas, mas é possível cumprir as tarefas estabelecendo um tempo a elas e acredite, nós conseguimos realizar nesse prazo que definimos.

Porém, se for um espaço de tempo muito comprido, vamos deixar para o final, o que aumenta a nossa pressa.

Quando organizamos um planejamento, devemos incluir também um tempo para descansar o corpo, alimentar, beber uma água e até fazer uma pequena atividade física. Isso ajudará a quebrar o ritmo e pode fazer com que novas ideias surjam.

Ter uma atenção àquilo que se faz é imprescindível para ter um rendimento melhor. Priorize sempre a qualidade das tarefas e dos resultados, ao invés de focar apenas na quantidade. A prática de meditação ajuda muito nesse aspecto, além de ser um excelente momento para autoconhecimento e descanso da mente.

Devemos compreender que muitas coisas precisam de um prazo maior para se resolver e esse tempo deve ser respeitado.

E prevalece o equilíbrio: nem uma vida totalmente preguiçosa, nem uma vida somente apressada. Tudo dentro do seu tempo e de forma harmoniosa.

#7 – Procrastinação

procrastinacao

No começo a palavra pode até ser um tanto difícil de pronunciar, porém não são poucos que já tiveram contato com essa prática que finaliza estaa lista dos inimigos da produtividade.

Procrastinar é o mesmo que postergar, adiar, deixar as coisas para serem feitas depois.

Será que você alguma vez já disse ou agiu conforme uma das frases abaixo?

  • Amanhã eu faço isso.
  • É melhor deixar para depois…
  • Agora não dá tempo.

Eu tenho certeza que sim – isso já aconteceu comigo várias vezes também, trazendo sérios prejuízos, tanto financeiros quanto de outros tipos.

Como superar?

Não são raros os casos que tarefas que não possuem muita importância ganham um tom de urgência quando aparecem por meio de algum alerta, como mensagens instantâneas e e-mails.

Sabendo que existe uma tarefa e que a mesma é importante, ela deve ser vista como prioridade, executada e não deixada para depois, afinal isso pode acarretar em um ou vários dos inimigos da produtividade que já foram citados.

Uma tarefa de menor importância pode – e até mesmo deve – ser deixada para depois, como em um momento de descanso ou em horas livres, por exemplo. Assim, vamos deixar em primeiro plano o que realmente traz resultados e o que deve ser feito.

Para complementar seus conhecimentos, sugiro a leitura deste excelente artigo do amigo Chico Montenegro, onde ele aborda a procrastinação produtiva. Tenho certeza que a partir dessa leitura você terá uma nova visão sobre procrastinação.

Conclusão

Neste artigo mostrei os 7 Ps inimigos da produtividade, que são:

  1. Pensamentos negativos;
  2. Péssimos hábitos;
  3. Prioridades não definidas;
  4. Perfeccionismo;
  5. Preguiça;
  6. Pressa;
  7. Procrastinação.

Cada um deles renderia um artigo a respeito, porem fiz aqui uma breve compilação sobre o que atrapalha a produtividade pessoal, tendo como base os estudos que venho fazendo e não é uma regra fechada em si mesma.

Pode ser que apareçam mais inimigos da produtividade e, se esse for o caso, as causas devem ser identificadas e eliminadas, para que tudo possa fluir melhor.

Reclamar e lamentar que não se produz não ajuda em nada. O que vai fazer algo mais produtivo é tomar uma atitude, partir para a ação e melhorar constantemente até atingir a excelência.

E com você? Qual ou quais dos inimigos da produtividade lhe prejudica mais? Deixe seu comentário logo abaixo, será um prazer ter a sua participação aqui.

Espero que tenha sido útil. Grande abraço e sucesso sempre!

Créditos das imagens: Flickr, Pixabay e criação própria.

  • Eduardo Bellini

    Excelente artigo, parabéns meu amigo. Fico agradecido de desfrutar de um conhecimento tão importante como este. Obrigado por compartilha-lo de forma livre.

    • Agradeço sua participação e fico honrado que tenha sido importante a você.

      Grande abraço e sucesso sempre!